Blog updates

Latest news & updates
Blog

Análise de O Homem nas Trevas

2 de outubro de 2016
O Homem Nas Trevas

A real ideia é para sala ficar em silêncio, pois a tensão é sensacional e faz com que até o público fica sem respirar, espetacular, incrível, sorte minha que na sala onde eu estava só tinha 5 pessoas. Veja a análise de O Homem nas Trevas.

Análise de O Homem nas Trevas
Análise de O Homem nas Trevas

Três adolescentes sempre escaparam de seus roubos, todos perfeitamente planejados. No entanto, quando realizam seu último crime, assaltando a casa de um senhor cego, o jogo muda. Encarcerados no local, eles precisam lutar por suas vidas contra um psicopata cheio de segredos e terrivelmente habilidoso.

Em primeiro lugar, nunca roube a casa do general do Avatar, mesmo cego, pois aquele general mete medo mesmo, digo isso pois Stephen Lang, o ator que interpreta o cego é o mesmo general do Avatar (acho que todos conhecem já que o Avatar fez tanto sucesso).

Em segundo lugar, meus parabéns pra Sony, que fez questão de mostrar a tecnologia deles de filmagem no escuro, ficou maravilho, não vemos granulado nenhum e não é aquela câmera com cores verdes, a cena onde as luzes se apagam fica num suspense maravilhoso, bato palmas para Sony.

As atuações não passam do medíocre, talvez seja a melhor atuação do Stephen Lang, Jane Levy faz um bom papel de uma menina forte e sabe se cuidar, a atriz fez um filme anterior com o diretor Fede Alvarez (A Morte do Demônio) e o Dylan Minnette não surpreende, o ator também atuou em Goosebumps.

E a direção? Quem é esse Fede Alvarez?

Análise de O Homem nas Trevas
Análise de O Homem nas Trevas

Com uma maravilhosa direção, Fede Alvarez é o uruguaio que fez a refilmagem da Morte do Demônio de 2013 e apadrinhado do Sam Raimi que vem produzindo seus filmes nos últimos anos. Sam Raimi já teve seus anos de glória e ele parece acreditar nesse novo diretor que também dou minhas fichas que Fede será um ótimo diretor de suspenses, a Morte do Demônio está mediado, mas esse fez um ótimo trabalho.

A trilha sonora está sensacional e só aparece mesmo em momentos certos, pois boa parte do filme é em silêncio. O desenrolar do filme e o grande interesse começa logo no filme, temos pouca construção dos personagens, a ideia foi mostrar apenas seus reais motivos para aquele roubo e não parecer piegas tudo aquilo. Nesse segmento o roteiro acertou em cheio, não enrolou, mostrou um breve motivo e focou logo para o plano da equipe de roubar o cego. Muitas dicas vão passando em cenas com um curto take de um local ou uma simples frase que torna aquilo necessário. A história bem amarradinha e tudo se justifica do início, meio e fim.

Minha nota é 5 de 5. Espero que goste da minha análise de O Homem nas Trevas. Curta, comente e compartilhe essa postagem e até mais.

 

Ed Rodrigues
Web Designer e designer gráfico workaholic. Apaixonado por cinema e ficção científica, colecionador de filmes, fã de Kubrick, Nolan e Tarantino e fundador desse site aí. Acompanhe minhas análises de filmes, toda semana terá 2 ou 3 filmes novos, uns bostas outros espetaculares, assim terá uma prévia antes de comprar seu ingresso ou perder seu tempo vendo no Netflix.

Write a Comment